Outras formas de visualizar o blog:

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Catedral de Amiens: a pedra cinza outrora resplandecente de cores

Chartres ostenta a beleza da pedra pura
Chartres ostenta a beleza da pedra pura
Quem admira os monumentos góticos se compraz em ver não só suas linhas, sua altaneria, etc., mas a pedra com que são feitos.

Em geral são de granito cinzento, ou de uma cor meio indefinida, constituindo massas enormes que parecem sair da terra à maneira de um chafariz imenso que jorrasse granitos da pré-história.

Assim nós temos as catedrais, os castelos, as torres que emergem do chão e que impressionam a quem olha as coisas da Idade Média.

Se há uma cor que parece com a não-cor é o cinza. Contudo, o granito cinzento tem uma beleza própria. É uma maravilha, não há que discutir.

Mas poder-se-ia perguntar se numa catedral são cabíveis outras formas de beleza. E, admitindo que sim, poder-se-ia perguntar qual das formas de beleza é maior.

Pessoas de meia cultura e de gosto mediano, fanáticas do purismo gótico, mas que entendem pouco desse estilo, acham que pintar uma catedral seria uma blasfêmia! “Deve ser de pedra e não pode ser de uma outra coisa!”.

A pedra nua tem uma forma de beleza tal que não haveria lágrimas suficientes para chorar o seu desaparecimento.


Mas, daí a dizer que é a única forma possível de beleza e que constitui uma blasfêmia imaginá-la pintada, contraria, antes de tudo, a realidade histórica.

Amiens: pintura colorida medieval restaurada com canhões laser
Amiens: pintura colorida medieval restaurada com canhões laser
Estudos acurados têm demonstrado que as estátuas exteriores de catedrais como Notre-Dame de Amiens e de outros monumentos eram pintadas.

E que foi com a decadência do gosto do povo pelo gótico que aos poucos as tintas foram caindo, não sendo renovadas.

A catedral de Amiens é a mais ampla da França (7.700 m2) e forma o arquétipo do gótico clássico juntamente com as catedrais também dedicadas a Nossa Senhora em Chartres e Reims, e a de Santo Estêvão em Bourges.

É também o prédio mais alto da região: ele atinge 112,7 metros na flecha exterior e 42,30 metros nos arcos góticos interiores. Sua extensão é de 145 metros, sendo capaz de acolher toda a população da cidade no tempo de sua construção (cerca de 10.000 pessoas).

Amiens: pintura colorida medieval restaurada com canhões laser
Amiens: pintura colorida medieval restaurada com canhões laser
Com estas dimensões pode-se fazer uma ideia das centenas de imagens e dos milhares de detalhes escultóricos que a Catedral ostenta em seu exterior.

A catedral com mais estátuas exteriores é a de Nossa Senhora de Reims: 2.303!

O número depende de um programa teológico destinado a glorificar a Deus e a ordem de sua Criação.

Mas serve de livro legível até por um iletrado, pois ilustra os rudimentos da Fé e da moral, a História Sagrada, da vida dos Santos e da ordem suprema do universo espiritual e material.

Na década de 1990 foram feitos trabalhos de limpeza da estatuária de Amiens com raios laser. Foi possível então descobrir e preservar restos da policromia original.

O estudo desses restos de pintura mostrou que a catedral estava não só pintada, mas com cores de uma variedade e de uma intensidade insuspeitada.

Amiens: beleza e intensidade das cores medievais surpreende
Amiens: beleza e intensidade das cores medievais surpreende
Nasceu então a ideia de utilizar canhões de raios laser para iluminar a catedral durante as noites de verão. E, desse modo, reconstituir como seria a pintura, ainda que de modo artificial, com as cores que ela ostentava na era medieval.’

E o resultado é surpreendente.

Durante alguns instantes da noite podemos agora admirar aquilo que os cidadãos da Amiens medieval e os romeiros que iam venerar as preciosas relíquias da catedral (como o crânio de São João Batista) habitualmente viam.

Os homens que conceberam essas maravilhas góticas as imaginaram em cores porque suas almas aspiravam a se preparar para um dia contemplar face a face Deus, fonte de toda beleza, e sua faustosa corte celeste.



Video: catedral colorida como na Idade Média: Amiens





GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

2 comentários:

  1. Nunca imaginei o multicolorido numa Catedral! A não ser em vitrais.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.