Outras formas de visualizar o blog:

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Vitrais da catedral de REIMS:
Luz que convida à contemplação

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Chamamos as obras do engenho humano de “netas” de Deus porque, sendo a alma humana filha de Deus, aquilo que o espírito humano engendra é “neto” de Deus.

Engendrando os “netos” de Deus, que são as verdadeiras obras de arte, o homem prepara-se para, quando comparecer diante do eterno Juiz, eterna Verdade e eterna Beleza, voar de entusiasmo rumo a Ele.

Não vou elogiar aquilo que salta aos olhos: a harmonia magnífica dessa esplêndida “neta” de Deus, que é a catedral de Reims, onde se coroavam os reis de França.

No interior desse templo religioso podemos admirar rosáceas tão bonitas, que dir-se-ia ter sido o prédio construído para dar sustentação à beleza delas.

É verdade que as rosáceas existem para que a luz entre no interior do edifício, mas não a luz clara de todos os dias, e sim a luz um pouco coada, um tanto filtrada, que convida à contemplação e cria um ambiente místico de recolhimento.

Além disso, os medievais aproveitavam os vitrais para representação de cenas da história da Igreja, de histórias do Antigo e do Novo Testamento e de mil símbolos da doutrina católica, para ensinar os povos por meio de figuras.

As catedrais eram denominadas na Idade Média "bíblias dos analfabetos".

Uma pessoa que não soubesse ler e escrever podia compreender toda a História Sagrada através dos vitrais!





Autor: Plinio Corrêa de Oliveira, 10 de fevereiro de 1974. Sem revisão do autor.


Vídeo: Vitrais da catedral de Reims






GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaAS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Um comentário:

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.